segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Biografia de Betisse Assumpçao, assessora de imprensa de Ayrton Senna

Ayrton Senna e Betisse Assumpçao, depois o acidente de Rubens Barrichello en Imola, 1994

Betisse Assumpçao foi a assessora de imprensa de Ayrton Senna de 1990 até acidente fatal em Imola, em 1994. 

Ela foi educada em São Paulo e depois foi para a Inglaterra para prosseguir os seus estudos e melhorar o seu Inglês.



Kitty Balieiro ao lao de Betise Assumpção no estádio do Morumbi
Betise Assumpção começou no esporte no Brasil, cobrindo futebol e também os amadores. Na foto, ela entrevista Careca no CT do São Paulo
Ela conheceu Senna quando trabalhava para revistas no Brasil. Em 1986, ele foi eleito o esportista do ano pela revista Placar, da editora Abril, e Betise foi quem fez o especial sobre o piloto


Ayrton Senna e Chico Landi, na festa da revista Placar, 1986, com Chico Landi
Um ano depois ela foi para a Londres para estudar inglês e buscar novas oportunidades como jornalista. Lá, reencontrou o piloto.

Fui ao torneio de Wimbledon e o encontrei totalmente sem querer. Ele era muito amigo de um colega da minha irmã. Era um sábado e ele perguntou se eu não queria jantar com ele no dia seguinte. Era uma despedida para o pessoal da Honda. Depois do jantar, ele até acabou nos dando carona para casa e eu contei os planos que tinha, de trabalhar na Inglaterra. Em 89, o pai dele me ligou e me ofereceu o emprego para trabalhar com ele”, diz a jornalista.

Betise fez carreira como assessora de Ayrton Senna

Ayrton Senna e Betisse Assumpçao no Gran Prémio de Japon, 1993

Apos a morte de Senna en 1994, Betisse ficou com a família Senna até setembro daquele ano. “Eu fiquei um ano meio anestesiada. Fazia ginástica cinco vezes por semana e isso me ajudou a não cair em depressão. Tinha perdido tudo. Não era só um emprego, era o status. Antes eu era a assessora do Ayrton Senna, depois era uma frella fazendo materinhas. Ainda bem que era responsável e tinha dinheiro no banco”, afirma.

Embora Betisse se ocupou da última namorada de Senna, Adriane Galisteu, no funeral em São Paulo, ela mostrou seu descontentamento quando Galisteu escreveu um livro sobre a vida privada de Senna, apenas 5 meses após sua morte. 


Betisse Assumpção com Adriane Galisteu, no funeral de Senna em São Paulo, maio de 1994

Adriane Galisteu, muito feliz durante o lançamento oficial do livro sobre a vida privada de Senna em novembro de 1994, 5 meses depois

Betisse tinha sido tentada também com ofertas para escrever um livro sobre a vida privada de Senna, mas ela rejeitou todos eles dizendo em Londres, poucas semanas depois do trágico acidente: “Ayrton era uma pessoa que gostava muito da vida privada dele. Não acho justo eu escrever um livro e contar tudo o que ele queria preservar para si mesmo. Eu não gostaria que fizessem isso comigo. Para fazer um livro e só contar as vitórias e o lado ídolo não me interessa nem um pouco. Sem falar que já há muitos por aí.” Nenhum argumento convence a jornalista do contrário.

Leia mais: 

Adriane Galisteu não se importou com o estado de Senna após o acidente em Imola 1994


A jornalista ainda seguiu ligada à Fórmula 1. 

Em agosto de 1994 começou a namorar Patrick Head, co-fundador da Williams. Eles se casaram três anos depois, ficaram juntos até 2009 e têm dois filhos: Luke, de 15 anos, e Julia, de 12. Betise deixou a assessoria de pilotos, mas segue morando em Londres e ainda é ligada ao mundo dos esporte. Ela montou a sua empresa em 2011, trabalhou nos Jogos Olímpicos de 2012 e, agora, quer atuar no Rio 2016, trabalhando a imagem do Brasil e dos Jogos no exterior.


Betisse Assumpçao e Patrick Head, 2009

Leia mais: 



Ayrton Senna e Chico Landi, o pioneiro do automobilismo no Brasil



Betisse Asumpçao, a PR do Senna, começou a namorar Patrick Head pouco depois a morte de Senna

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...